Arquivos

Você está navegando nos arquivos da categoria Android.

mar

15

Detector de Pragas com recursos de visão computacional para Android

By Robson Soares

Tenho um projeto de pesquisa chamado Detector de Pragas Móvel, ele é um projeto inovador para pesquisa e aplicação em agronegócio, coordenado por mim (Prof. Robson Soares Silva da UFMS de Ponta Porã) e desenvolvido pelo aluno de Ciência da Computação Willians Magalhães Primo, tem por objetivo indicar a possibilidade da existência de determinadas pragas e as principais características das mesmas. A pesquisa terá a duração de 1 ano e permite detectar doenças através de imagens, usando algoritmos avançados de visão computacional, e estaremos aumentando a base de imagens e a precisão de detecção.

Computação Móvel + Visão Computacional + Agronegócio => Detector de Pragas Móvel

A pesquisa terá a duração de 1 ano, onde construímos uma primeira versão para ser utilizado pelos produtores rurais e termos um retorno sobre a sua aplicação com as doenças inicialmente implementadas, e está disponível para download em: https://play.google.com/store/apps/details?id=com.ufms.cppp.detectordepragas.

No momento o aplicativo está programado para indicar a possibilidade de dois tipos de pragas para a soja (olho de rã e ferrugem asiática), e quatro tipos de pragas para frutas cítricas (leprose, verrugose, cancro cítrico e melanose). A partir de agora estaremos aumentando o banco de doenças, para que ele possa em breve poder indicar a possibilidade de detectar as principais no país e outros lugares do mundo.

A Fábrica de Software faz um agradecimento especial ao Prof. Wesley Nunes Gonçalves que é referência aqui no CPPP para os estudos que estão sendo desenvolvidos sobre visão computacional.

Assim o produtor rural deve procurar um especialista para ver se a suspeita é verdadeira ou não, pois podem existir situações onde determinadas imagens ainda não consigam ser detectadas totalmente pelo aplicativo.

O Brasil é líder mundial em agronegócio e acreditamos que com o retorno dos produtores rurais estaremos aprimorando os algoritmos para aumentar a atuação do aplicativo que prevemos até o final do ano ser uma referência nesta área, para detectar as doenças nas principais produções do país, já que nas nossas pesquisas ele é único no Brasil com este padrão de atuação e funcionamento.

ago

18

Tudo sobre Eventos da Fronteira de Ponta Porã

By Robson Soares

O projeto “Eventos da Fronteira de Ponta Porã” divulga a história da cidade de Ponta Porã e os eventos importantes que ocorrerão na mesma durante o ano. O aplicativo mostra também alguns pontos importantes e turísticos da cidade, como bancos, restaurantes, hotéis, para que a população em geral e o turista possa se localizar ainda melhor e ter acesso a informações importantes sobre Ponta Porã.

Este projeto foi desenvolvido na Fábrica de Software da UFMS/CPPP, e foi implementado pelo aluno Cleidimar Viana dos Santos e as últimas atualizações foram efetuadas pelo aluno Willians Magalhães Primo, e o projeto é coordenado pelo Prof. Robson Soares Silva.

Com este projeto a UFMS está contribuindo com a cidade de Ponta Porã e também Pedro Juan, desenvolvendo produtos que podem ser usados pela sua população em geral e pelos turistas que vistam a cidade.

A Fábrica de Software UFMS/CPPP busca o desenvolvimento de software de forma ágil e com qualidade. A Fábrica busca seguir e sedimentar uma estrutura de desenvolvimento e organização que proporcionará o desenvolvimento de Softwares e Soluções de Gestão nas mais diversas áreas.

Este projeto foi construído com a parceria com o Convention&Visitors Bureau que tem por objetivo divulgar eventos governamentais e corporativos, fortalecer o turismo de compras, desenvolver a região e possibilitar que Ponta Porã se fortaleça como um ponto de referência de qualidade de serviço e atendimento.

jul

30

Lançada 1a. edição da revista eletrônica da PREAE/UFMS: Sinapse UFMS e Sociedade

By Robson Soares

Foi lançada a 1a. edição da revista eletrônica da Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Estudantis (PREAE) da UFMS: Sinapse UFMS e Sociedade.

Tivemos a alegria e satisfação de ter um artigo publicado sobre o Desenvolvimento de Aplicativos para Smartphones e Tablets (página 25) em Ponta Porã, o site é http://sinapse.ufms.br/.

É um marco na história da UFMS, onde esta revista possibilita que os alunos, professores e técnicos da UFMS conheçam os trabalhos desenvolvidos na universidade, e possibilita divulgá-los ainda mais e permite a integração entre todos os envolvidos nos projetos.

A versão em PDF pode ser baixada aqui. Sinapse UFMS e Sociedade: 1a. Edição

jun

1

Desinstalar um aplicativo Android na Máquina Virtual

By Robson Soares

Caros desenvolvedores para Android,

Tudo bem?

Este post é para mostrar o comando que é utilizado para desinstalar um aplicativo na máquina virtual do seu Android no computador devido a algum tipo de problema de instalação e re-execução.

Neste caso tenta-se executar o projeto aparece a mensagem: “Re-installation failed due to different application signatures. You must perform a full uninstall of the application. WARNING: This will remove the application data!”

Para resolver este problema eu acessei a pasta onde o android está instalado e a pasta platform-tools.

O comando a ser executado é: adb uninstall ‘pacote da sua aplicação’

Por exemplo no meu Notebook executei da seguinte forma:

C:\Projeto Android 2013\android-sdk_r08-windows_2_3\android-sdk-windows\platform
-tools>adb uninstall com.example.questao1
Success

C:\Projeto Android 2013\android-sdk_r08-windows_2_3\android-sdk-windows\platform
-tools>adb uninstall com.educaingles
Success

Abs a todos

mai

3

Câmpus de Ponta Porã lança Fábrica de Software

By Robson Soares

Olá pessoal,

Este é um momento muito especial onde fiz o lançamento de uma Fábrica de Software aqui na UFMS em Ponta Porã. Esta fábrica visa desenvolver diversos produtos de software e soluções de gestão para a demanda da cidade de Ponta Porã e também para outras regiões do país.

O lançamento contou com a palestra “Scrum para Gerenciar Projetos de Software”, proferida por mim e realizada ano auditório do câmpus. O evento abordou o EducaInglês, um software móvel para ensino de inglês, gratuito, no Android, para ser utilizado em Smartphones e Tablets.

Este lançamento foi colocado na primeira página do site oficial da UFMS, e nos deixou muito felizes aqui no campus de Ponta Porã. O link da notícia é: http://www-nt.ufms.br/news/view/id/2001

O EducaInglês foi desenvolvido no câmpus da Universidade e está disponível para download no Google Play, uma loja online para distribuição de aplicações, jogos, filmes, música e livros.

O EducaInglês traz 30 lições nesta primeira versão. “Estamos usando o Scrum para gerenciar as melhorias a serem feitas no mesmo e coordenar as atividades que estão sendo desenvolvidas”, afirma Robson. Segundo o professor Scrum nada mais é que um framework ágil voltado para gerenciamento de projetos de forma interativa e incremental, focado em entregas de valor par ao cliente, com forte visibilidade e rápida adaptação.

Os acadêmicos envolvidos no desenvolvimento do EducaInglês são: Cleidimar Viana, que trabalhou na etapa final com a nova interface, distribuição das lições, desenvolvendo os ajustes e também participando da parte documentacional e pesquisa para inclusão de novos recursos; e Arthur Moratto e Patrick Perosa que iniciaram o projeto e estão também participando da parte documentacional e pesquisa para inclusão de novos recursos. O símbolo da Fábrica de Software da UFMS/CPPP foi criado pelo acadêmico Ricardo Martins.

Para o diretor do câmpus, professor Amaury, “ações como essa poderão fortalecer a presença da UFMS no interior do estado e ainda favorecer a consolidação dos cursos da área e do Câmpus de Ponta Porã”.

abr

25

Lançado aplicativo EducaInglês no GooglePlay

By Robson Soares

O software educacional EducaInglês é um software móvel para ensino de inglês, gratuito, desenvolvido no Android, para ser utilizado em Smartphones e Tablets. Este produto foi publicado no Google Play (https://play.google.com/store/search?q=educainglês) e está disponível para download para todos os alunos e a população em geral.

São 30 lições de inglês nesta primeira versão. Estamos usando o Scrum para gerenciar as melhorias a serem feitas no mesmo e coordenar as atividades que estão sendo desenvolvidas.

Este software é fruto dos projetos que estou coordenando (PROEXT/2013 – Desenvolvimento de Aplicativos para Smartphones e Tablets para apoio ao ensino Médio e Universitário e PAEXT/2013 – Capacitação binacional para desenvolvimento de Sites Web) e também dos orientandos da Bolsa Permanência da UFMS/CPPP.

Os alunos envolvidos neste projeto, e que estão participando de uma forma excelente com louvor são:

- Cleidimar Viana (Trabalhou na etapa final com a nova interface e distribuição das lições e desenvolvendo os ajustes e também participando da parte documentacional e pesquisa para inclusão de novos recursos)
- Arthur Moratto e Patrick Perosa (Iniciaram o projeto e estão também estão participando da parte documentacional e pesquisa para inclusão de novos recursos)

Foi publicada uma notícia no site da UFMS sobre este lançamento, com o título : “Câmpus de Ponta Porã lança Fábrica de Software”. Clique aqui para ler a notícia.

Abs a todos

ago

19

Desenvolvimento de Aplicativos Móveis na UFMS em Ponta Porã

By Robson Soares

Olá pessoal,

O projeto de extensão PROEXT 2013 cujo tema é o “Desenvolvimento de aplicativos móveis aqui na UFMS em Ponta Porã” foi aprovado. Estamos muito felizes com esta aprovação. Os membros da equipe de execução do projeto são o Prof. Amaury Antonio de Castro Júnior cuja função é orientandor, Instrutor, Consultor e Apoio Administrativo, o aluno Cleidimar Vieira dos Santos como Bolsista de Extensão e eu (Robson Soares Silva) como Coordenador da Ação e Gestão.

Alguns alunos me procuraram com interesse em trabalhar no projeto, onde fico muito feliz com o interesse e digo desde já que todos serão bem vindos. Em conversa com o Prof. Amaury iremos assim que tivermos o recurso definir o local para os desenvolvimentos dos trabalhos e a forma e as linhas em que trabalharemos.

Mostro aqui algumas ações que já estou fazendo com Bolsistas Permanência e com Orientação de TCC em aplicativos móveis com Android.

A seguir mostro a aplicação da orientanda Giselle Macena, que está fazendo um aplicativo móvel educacional para apoio para preparação para a Olimpíada Brasileira de Informática.

Mostro aqui também o aplicativo dos Bolsistas Permanência Patrick e Arthur para apoio ao Ensino de Lingua Estrangeira, mas frisando que os outros Bolsistas (Évelin, Jaryelli, Renato e João) estão trabalhando em outro aplicativo que em breve será divulgado.

Muitos outros trabalhos serão desenvolvidos e tentarei acrescentar o máximo de alunos do curso nestes trabalhos.

fev

11

Android 2.4 para smartphones

By Robson Soares

Os rumores em torno do novo Android para smartphones continuam. Após o lançamento do Android 3.0 (Honeycomb), dedicado para tablets, especialistas acreditam que a versão para celulares Android 2.4 (Ice Cream) pode chegar ainda em maio.

O lançamento seguiria a linha do tempo do Google, de apresentar dois sistemas operacionais por ano, seguindo os sabores e a ordem alfabética. E após o lançamento do Honeycomb em janeiro, o próximo deve ser o Ice Cream, para maio ou junho.

De acordo com o site Pocket Lint, durante a Consumer Eletronics Show (CES) a Sony Ericsson exibiu seu próximo smartphone Xperia Arc que estaria rodando uma versão do Android 2.4.

A Sony Ericsson não confirmou durante a CES qual era o sistema que estava rodando no aparelho. Em nota divulgada em seu blog, a empresa diz que está trabalhando com o Google para que o smartphone seja lançado “com versões mais recentes em tempo hábil”.

Referência: Exame.com

dez

6

Android será a plataforma móvel mais usada no mundo em 2011

By Robson Soares

Pesquisa indica que o sistema operacional do Google atingirá 29,7% de participação, contra 28% do Symbian, que integra os aparelhos Nokia.

Uma pesquisa feita pelo site taiwanês Digitimes prevê que o Android será a plataforma móvel mais usada no mundo já em 2011.

Segundo o relatório, o sistema operacional do Google deve alcançar 29,7% de participação no mercado de smartphones no ano que vem – contra os atuais 20,8%. Dessa forma, ele ultrapassa o atual líder, o Symbian, que terá 28%. Hoje, o SO presente nos aparelhos Nokia tem 35,5%

O iOS, da Apple, teria a medalha de bronze no quesito penetração de mercado, com 16,7%, seguido de perto pelos smartphones Blackberry, que terão 14%. O Digitimes prevê ainda que o Windows Phone 7 crescerá, mas alcançará apenas 5,1% de share.

E 2010 foi o ano em que se deu a ascensão meteórica do Android. De quinta plataforma móvel mais usada, ela saltou para a segunda colocação e há expectativas de que sejam vendidos quase 59 milhões de aparelhos com o SO do Google neste ano. Além disso, o sistema operacional já é o mais popular tanto nos EUA quanto na Ásia.

Fonte:

Por Redação do IDG Now!
Publicada em 30 de novembro de 2010 às 13h37
Atualizada em 30 de novembro de 2010 às 13h41

set

28

Java ME X Android

By Robson Soares

Em artigo, Ricardo da Silva Ogliari fala sobre benefícios e problemas de cada um.  Como resolver a dúvida entre o velho paradigma com uma massa enorme de aparelhos; ou o novo paradigma, que cresce sem parar, mas ainda não apresenta uma garantia de rentabilidade e base sólida? Estou falando da questão que envolve Java ME e Android.

A plataforma criada pela Sun Microsystems sempre teve como grande aliada a massificação dos telefones celulares, principalmente da finlandesa Nokia. Em 2009, existiam 4,6 bilhões de telefones celulares no mundo (Fonte: UIT e Wireless Intelligence). Destes, a grande maioria possui uma JVM (Java Virtual Machine). Porém, a principal fabricante desse tipo de aparelho, a Nokia, está em queda constante há vários meses. Segundo o Gartner, a participação de mercado da empresa caiu de 38,6% para 35% de 2008 para o primeiro trimestre de 2010.

Somado a isso, a venda de smartphones cresce vigorosamente. Em recente estudo, o Gartner informou que a venda desses dispositivos aumentou 50% em todo o mundo. Na grande maioria dos casos, os sistemas operacionais que equipam essa nova leva de plataformas são o iPhone, Android ou BlackBerry OS, sendo que o Java ME tem pouquíssimo espaço nesse mercado. E por que o Android? Simplesmente porque apresenta as maiores taxas de crescimento desde o ano passado. Segundo a mesma pesquisa citada, o SO da Google alcançou a marca de 10 milhões de unidades vendidas, superando em muito o número de 756 aparelhos do ano passado.

Nos EUA, por exemplo, as vendas de smartphones Android superou os da plataforma BlackBerry no segundo trimestre desse ano. Lembrando que o iPhone também já tinha sido batido em vendas no mesmo país. Todo esse cenário de números e estatísticas pode levar as empresas e programadores de serviços mobile a pensar: o foco é o Android, vamos investir nessa plataforma. Porém, onde fica toda a base já instalada de aparelhos java-enabled?

Existe outro dilema: as classes C, D e E, dominantes no Brasil, consomem na sua maioria aparelhos que possuem Java e não Android, iOS ou RIM. Em contrapartida, os maiores consumidores de aplicativos mobile e da internet móvel pertencem às classes A e B, mais suscetíveis à tríade apresentada há pouco.

Qual a resposta? Tudo vai depender do foco de seu serviço e de seu público alvo. Seu cliente exige que o seu aplicativo funcione na grande maioria dos dispositivos presentes no mercado hoje? Java ME. Seu cliente está pedindo um serviço de logística específico para uma empresa que possui apenas iPhone? Use o iOS. Seu cliente quer passar uma imagem de pioneirismo e está sempre atento ao mercado e seus números? Sugira o desenvolvimento para Android. Seu cliente quer um jogo específico para uma plataforma? Perfeito, você já teu seu mercado-alvo. Resumindo, não existe uma resposta mágica, não existe um padrão e uma plataforma a ser seguida – tudo vai depender do que você estiver criando ou do que o seu cliente está exigindo.

*Ricardo da Silva Ogliari é analista de Sistemas Mobile da Navita

Fonte: itWeb